Precisa de Ajuda?

Obtenha mais informações falando directamente connosco. Deixe uma mensagem com as suas questões que em breve serão respondidas.

 

Testes de Imprensa


« Home « Anterior  Seguinte »
Candidatos aos oscares 2002-04-15

Fonte:  Revista Mega Score
Autor:  Dep.Marketing

 
 

 

 

 

 

Tinha de acontecer. No mesmo mês, duas empresas propuseram-nos duas máquinas de topo de gama para ascenderem ao estado da arte, mas fizeram-no por caminhos diferentes.

Enquanto a Inforlândia apostou forte na AMD e baseou o seu PC num processador Athlon XP 2000+. a Chip7 preparou uma máquina em torno do seu novo Pentium 4 a 2,2 GHz. E o vencedor é... INSYS PRO3D Calma, já lá vamos. A primeira máquina a chegar à sala de testes da Mega Score, o INsys Pro3D, foi a da Inforlândia. E que máquina; dentro de uma caixa - com quatro rodas! - que poderia facilmente ser confundida com um pequeno frigorífico, habita uma placa-mãe Chaintech 7VJDA(www.chaintech.com.tw/Products/SocketA/7vjda.htm) com suporte para memória RAM tipo DDR e cinco slots de expansão PCI.

Para justificar a candidatura a O Estado da Arte, este INsys foi rodeado de algum hardware de respeito. Além do processador central AMD Athlon XP 2000+ (que funciona a 1666 MHz), a Inforlândia dotou-o de 512 MB de memória DDR a 266 MHz numa única régua tipo DIMM; os gráficos ficaram a cargo de uma placa gráfica Creative GeForce 3 Ti 500 - a mais rápida da gama GeForce 3. O monitor incluído é um excelente Viewsonic E70f, de 17” e ecrã plano. A opção mais discutível consiste na unidade de disco rígido de 15.000 rpm (!) com interface SCSI Ultra160 com uma velocidade capaz de envergonhar qualquer disco IDE - mas com apenas 18 GB. Trata-se de uma opção muito boa para servidores mas que, no caso dos PCs para jogar, tem pouco interesse: o desempenho em jogos depende essencialmente da trilogia processador- -memoria-placa gráfica e a velocidade dos discos joga pouco neste campo.

Neste caso, preferíamos uma unidade IDE e maior capacidade, mesmo que fosse menos rápida; no mundo dos jogos 18 GB é curto... Também ao nível do som a fasquia foi colocada bastante alto. Uma placa de som Sound Blaster Audigy Platinum - o topo da gama Creative - faz aqui as honras da casa, com a particularidade interessante de a unidade de entradas e saídas da placa ocupar a única baía disponível na caixa sem necessidade de abrir a porta que a protege. A saída do som fica a cargo de um conjunto Creative Inspire 5.1 5700 considerado de boa qualidade. Outro ponto que nos agradou foi a construção geral deste PC.

Sobre a caixa já falámos, mas o cuidado posto na montagem nota-se noutros locais, como no reforço da ventilação através de duas ventoinhas colocadas em posição traseira, mesmo por detrás do processador central. Pelo lado negativo, saliente-se a presença de apenas duas portas USB e, sobretudo, a opção pelo Windows Me: é verdade que oferece melhores resultados nos benchmarks, mas já não constitui “estadoda arte” desde Outubro do ano passado.

António Marques


 
« Voltar « Anterior  Seguinte »

Protocolo |  Suporte Técnico |  Emprego |  Resolução de Litígios Online |  Livro de Reclamações
Quem Somos |  Notícias |  Press Release |  Contactos |  Livro de Visitas
Condições de Venda |  Formas de Expedição |  Formas Pagamento  | Financiamento |  Simulador de Crédito
Recomende a um amigo |  Adicione aos Favoritos | Política de Privacidade